Da janela

Todos os dias me sento perto da janela

Os raios de sol penetram minhas folhas brilhantes 

Me nutrindo de luz

A luz é pra todos

Avisto 

minhas companheiras 

Árvores 

se banhando no mesmo brilho do  

Domingo claro e preguiçoso 

Só consigo ver o topo de suas cabeças

Porque as casas atrapalham 

a vista 

São muitas e moram juntas

verdejando o concreto

duro e 

Pesado.

Pássaros voam 

Pra lá e pra cá

Em cima delas

Performando

no céu gelado do inverno

Desejo estar ali,

Por um momento, 

E saber como é viver em

Comunidade.

Ana vem e borrifa água 

em minhas folhas

Acaricia algumas delas 

Me fala coisas com carinho 

Senta-se ao meu lado

Com as pernas à mostra

Nutrindo-se de

Sol

também.

Me alegro

Vivemos em 

Comunhão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s